• NIX
    • É a solução SaaS da Midas para recebimento e tratamento de qualquer NFS-e de qualquer prefeitura, atualmente entrega para o ERP do cliente um XML padrão desenvolvido pela própria Midas. Esse leiaute pode ser customizado conforme a necessidade do cliente.
    • NIX
  • O que é um documento fiscal desestruturado?
    • É aquele documento cujo leiaute e informações obedecem às legislações locais, sem a possibilidade de uma validação fora da localidade onde foi emitido. Como exemplo temos a Nota Fiscal de Serviços (NFS) e a Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFS-e), emitidas pelas prefeituras.
    • NIX
  • O que é um documento fiscal estruturado?
    • É aquele documento cujo leiaute e informações obedecem à legislação nacional, e que também pode ser validado, independentemente da localidade onde foi emitido. Como exemplo temos a Nota Fiscal Eletrônica de mercadorias (NF-e) e o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e).
    • NIX
  • Qual a diferença entre Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e) e Nota Fiscal de Serviço convencional (NFS)?
    • Ambas as notas fiscais de serviços, eletrônica e convencional, são emitidas por contribuintes do ISS quando da prestação de um serviço. No passado todas as Notas Fiscais de Serviços eram convencionais, impressas mecanicamente em formulários ou talonários, ou ainda manuscritas.  De uns anos para cá muitas prefeituras adotaram a Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFS-e) e nelas o uso de formulários e talonários foi abolido. Assim, a NFS-e passou a ser um arquivo eletrônico emitido pela Prefeitura.   Ainda existem milhares de Prefeituras, especialmente as das pequenas cidades, que não adotaram a NFS-e. Assim, nessas os contribuintes do ISS continuam a emitir suas Notas Fiscais de Serviços no modo tradicional, ou seja, as Notas Fiscais de Serviços convencionais (NFS).
  • XML Padrão Midas
    • Como pioneira e única fornecedora de solução para NFS-e que recebe e trata qualquer NFS-e de qualquer Prefeitura, a Midas criou um leiaute de XML que contempla todos os campos de todas as NFS-e em uso no Brasil. Esse leiaute único, propicia aos clientes da Midas grande economia e facilidade na integração do arquivo, assim como nos aproveitamentos das informações pelo seu ERP. O Leiaute Padrão pode ser customizado, caso seja necessário.  
    • NIX
  • XML padrão ABRASF
    • O leiaute padrão ABRASF é uma iniciativa da entidade em criar um padrão majoritário para as NFS-e. De adoção voluntária (as Prefeituras não são obrigadas a utilizá-lo) deverá ser utilizado crescentemente pelas Prefeituras das maiores cidades.
  • O NIX e o leiaute padrão ABRASF
    • O NIX pode gerar o XML de integração em mais de um padrão inclusive o ABRASF.
    • NIX
  • O NIX e as constantes mudanças no mundo NFS-e
    • O NIX foi criado para resolver 100% dos problemas de recebimento e tratamento de qualquer NFS-e, independentemente  da Prefeitura, tipo, origem e formato. Dentre as muitas mudanças que o NIX absorve, estão as constantes alterações promovidas pelas mais de 5.500 Prefeituras brasileiras. Essas mudanças são imperceptíveis para os clientes da Midas, visto que elas são resolvidas pelo NIX de forma que o XML de integração continue a ser o que foi combinado com o cliente, independentemente do que aconteça no mundo NFS-e.  Desta forma, a introdução do leiaute ABRASF representa para o NIX apenas mais uma das centenas de mudanças ocorridas anualmente. Ou seja, o padrão ABRASF e suas futuras versões, serão executadas pela Midas sem qualquer ônus adicional para o cliente. Caberá ao cliente adaptar o seu ERP para receber o novo leiaute.
    • NIX
  • Consulta
  • O que são bases públicas de consulta?
    • São sites ou portais na internet, de órgãos oficiais das três esferas de poder, que disponibilizam gratuitamente as informações cadastrais sobre pessoas físicas e jurídicas (ex.: RFB, Sintegra etc.). Para se obter as informações desejadas, é necessário tender aos critérios de pesquisa e de segurança.
    • Consultas
  • O que são bases privadas de consulta?
    • São sites ou portais na internet, de empresas privadas, que disponibilizam informações cadastrais, mediante pagamento, sobre pessoas físicas e jurídicas. O valor de cada consulta depende da fonte e do conteúdo desejado (ex.: Serasa).
    • Consultas
  • O que é o SPED?
    • É o Sistema Público de Escrituração Digital, instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007 e composto por três pilares: Escrituração Contábil Digital (ECD), Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Escrituração Fiscal Digital (EFD). Consiste na modernização do envio de obrigações acessórias transmitidas pelos contribuintes às administrações tributárias e aos órgãos fiscalizadores, tudo feito de forma eletrônica e com respaldo de uma certificação digital para fins de assinatura dos documentos para garantir a validade jurídica das informações.
  • O que minha empresa precisa fazer para manter a qualidade no envio?
    • Comunicação é o primeiro passo para manter o envio das obrigações em alto patamar de segurança e eficiência. Áreas como Suprimentos, Comercial, TI, Contabilidade e Tributos precisam estar “antenadas” e envolvidas para revisar e adequar os processos na cadeia de atividades. Também é preciso ter um bom ERP para suportar o volume de informações e uma ferramenta de automação que se integre a ele. Isso garante a qualidade dos cadastros de produtos, clientes e fornecedores e é capaz de monitorar e sanear inconsistências das informações nos bancos de dados.
  • Por que as informações de clientes e fornecedores precisam estar corretas?
    • Porque é de responsabilidade da organização que presta a informação ao Fisco a idoneidade das pessoas físicas ou jurídicas com quem ela realiza as operações. Cadastros inconsistentes tornam a escrituração passível de erros que geram denegação de notas fiscais, falhas nas obrigações acessórias que podem gerar sansões legais pela RFB e até mesmo a devolução de créditos de impostos e multas por lançamento de créditos inválidos.
  • Como garantir a classificação fiscal correta das mercadorias?
    • No Brasil, são criadas em média 46 novas regras tributárias a cada dia útil, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação.  As alterações constantes exigem acompanhamento diário da legislação, já que interferem diretamente na segurança tributária, uma vez que com a NF-e e com o SPED, o Fisco tem um oceano de informações sempre à mão e sequer precisa enviar algum fiscal ao estabelecimento para constatar existência de passivos. Como são muitos os tributos e eles são diferentes para cada tipo de item, a única forma de não pagar o imposto errado de um produto é manter o seu cadastro de mercadorias atualizado. Como isso requer tempo, capital humano bem treinado e disponível para acompanhamento diário dos dados, uma saída é a automação.
© Midas Solutions 2018 Todos direitos reservados