Porque-ter-Governança-do-Cadastro-de-Materiais

A importância da Governança do Cadastro de Materiais

Ao longo desse primeiro ano de Blog Midas, mostramos como é importante não desperdiçar o potencial de um Setor de Compras deixando-o apenas “como responsável por operacionalizar a compra e venda de suprimentos”, não é mesmo? E hoje trazemos mais uma novidade que ajudará a fazer o seu setor a ser estratégico para a organização: a governança no cadastro de materiais.

Entendendo o cadastro de materiais

O cadastro de materiais é o alicerce de toda a gestão da cadeia de fornecimento. Compreende todos os registros dos produtos e as características necessárias para execução do trabalho de todas as áreas envolvidas com ele: estocagem, distribuição, abastecimento, comercialização e tributação.

LEIA TAMBÉM:

Alterações na Tabela NCM: a governança de materiais como estratégia de segurança

Padrão de Descrição – quanto mais você sabe, menos erros você comete

Uma das principais razões em ser manter um bom cadastro é reunir as principais características de cada produto, como material de fabricação, dimensão, unidades de medida e de venda e classificação fiscal, garantindo que não seja adquirido nada desnecessário ou obsoleto, nem que falte algum suprimento.

Aqui entra o famoso PDM – Padrão de Descrição de Materiais – que nada mais é do que um roteiro auxiliar na formação de novas descrições, para padronizar e automatizar a atualização da descrição curta e longa de produtos.

Itens padronizados têm as características básicas que descrevem cada material para melhorar a qualidade dos dados do cadastro. Isso gera benefícios para os processos internos e externos.

O desafio é chegar a um nível preciso de classificação, facilitando a distinção de produtos e materiais, sem perder a qualidade ou cometer erros que o descaracterizem.

Por que a padronização é tão importante?

Além de tornar o departamento de compras e a operação com os setores envolvidos muito mais eficiente, com informações saneadas (ou seja, sem dados desnecessários na descrição ou nomenclatura), possuir um catálogo de materiais padronizado é essencial para preencher a NCM – Nomenclatura Comum do Mercosul – corretamente, evitando graves consequências financeiras e complicações com o Fisco.

A exigência do código NCM no cadastro de materiais é uma determinação do Governo Federal para identificar a natureza das mercadorias e promover o desenvolvimento do comércio internacional. Toda mercadoria, importada ou comprada no Brasil, deve ter um esse código na sua documentação fiscal, evitando que a NF seja rejeitada e incorrendo em imprecisões nos impostos recolhidos.

As inconsistências podem tornar o contribuinte passível de autuações e despesas com reprocessamento e correções na escrituração.

Mas temos boas notícias

A Midas Solutions tem uma ferramenta de Governança de Cadastro de Materiais que faz esse trabalho de forma segura e funcional, padronizando a descrição e eliminando caracteres desnecessários.

O processo de saneamento da base de dados de produtos e materiais facilita o sistema de compras, confere exatidão na classificação fiscal, garante mais eficiência no controle de estoque e mais transparência na relação com o mercado.

Clique aqui e conheça.

E deste outro post você também vai gostar: 4 desafios que todo bom gestor de Compras precisa superar

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *